segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Mais vale um bode na mão...



Voltei de férias, não viajei, não saí, não vi ninguém além dos seres que habitam o mesmo teto [infelizmente]. num bode que parece infinito, bode esse que me persegue a meses e intensificou nas férias, passei 20 dias em cima da cama vendo tv e comendo, os únicos passeios que fiz foram até o banheiro e a cozinha, pensei na vida, chorei, praguejei e vi que não adianta nada, sou uma pessoa sem perspectivas e acho triste, queria mudar mas não tenho forças e nem acho que vale a pena. Pra não dizer q não falei de flores passei 2 dias na praia em búzios, foi bom enquanto tinha sol e mar ao redor porque de resto foi estressante, viajar com um casal em crise não é um bom negócio, fica a dica. Passei o natal dormindo, e nem foi por falta de opção, foi desânimo mesmo, nesse bode não muito afim de olhar pra cara de ninguém, nos dias que se seguiram após as festividades natalinas nenhum evento foi capaz d acordar a boêmia que vive dentro de mim até ser avisada do evento anual de comemoração de bodas do Padrinho, desta vez mudaram de local e fui parar na six [sim, aquela boate que eu odeio] mas como era aniversário de Padrinho e nesse evento sempre acontecem fatos memoráveis, botei o bode no armário e fui, confesso que senti falta do bode porque nem evento de tal glamour consegue melhorar aquela sucursal do inferno e a noite se arrastou até os primeiros raios de sol quando me rebelei e saí sozinha depois de insistir em vão para que minhas acompanhantes largassem seus amázios e partissem comigo para fora do inferno. Descobri que nem sempre o bode é o pior companheiro.
Voltei pro trabalho e por aqui tudo continua patético como sempre, as mesmas pessoas com seus comportamento críticos e superficiais, não vejo a hora de chegar em casa e me entregar ao bode absoluto, falta muito pro recesso de ano novo?????

2 comentários:

Janaina disse...

Paulinha esse mês de dezembro um bodaço me acompanha, também tive dias de rainha:do trono pra cama, da cama para o trono...
Fora pessoas que tenho que aturar debaixo do mesmo teto...NO TRABALHO.
Mas o que fico mais feliz é quando abro a porta de casa vejo que tenho família e cachorros apesar da bagunça.
Mil beijos e tudo de bom,Feliz Ano Novo e leve esse seu bode para a balada, dá uns chopinhos a ele e uma cachacinha ou tequila quando necessário, tá,beijos.

luluonthesky disse...

Paulinha,
Feliz 2010!Que esse novo ano traga mais felicidade pra vc.
Big Beijos

‚‚‹ Blogger template 'Personal Blog' by Ourblogtemplates.com 2008