quarta-feira, 22 de julho de 2009

Metendo o bedelho na vida dos outros ou entendendo o inintendivel


Sinceramente eu não entendo esse tipo de gente. Sim de gente, de ambos os gêneros, pois o caso que vou contar diz respeito a um homem, mas também já soube de casos em que o personagem é uma mulher (eu diria que é uma mulher com espírito de homem).
O que leva uma pessoa a manter um relacionamento apenas por comodidade? Sexo fácil (tem a hora que quiser)? Companhia para os programas de casal com os amigos? Alguém que vai dirigir quando estiver bêbado? ou todas as alternativas anteriores?
O cara tem uma namorada boazinha, bonitinha, tipo a "namorada perfeita", que faz tudo pra ele e por ele, convive bem, e digo muito bem com as amigos deles, sempre faz os programas que ELE quer fazer, quando ELE quer fazer, a coitadinha é uma pomba leza (palavras dele), entre outras caracteristicas de namorada perfeita. Ponto, ele tem essa namorada. O que leva esse cidadão a enganar, trair e chegar ao cúmulo de dar em cima de outras na frente da namorada? Me diz: Qual o problema desse indivíduo? Porque ele ainda está com essa pobre alma se na verdade ele quer mais é galinhar? Qual o propósito de se casar (sim meus caros o dito casal está rumo ao altar) se continua nessa vida errante de galho em galho? Ele diz que ama a namorada (ele diz) porque ele continua ciscando em outros galinheiros? Pior: porque essa santa, porque pra aguentar isso só pode ser santa, sabendo de todo esse comportamento do meliante continua bancando a estátua da justiça?
Eu não entendo, juro que não entendo o que passa na cabeça dessas pessoas. Não entendo, mas tenho teses. Para ele já descrevi no início do post as possíveis causas e para ela:

1. Comodidade de ter alguém com uma carreira estável que garantirá a sua aposentadoria
segura.

2. Crise dos 30.

3. Medo de não arrumar outro pretendente a marido.

4. Relógio biológico apitando.

5. n.d.a.

Juro que queimei a mufa tentando entender o que mantém esse casal unido, e apesar de todas as teses e possíveis causas não consigo atinar o que leva esses indivíduos a agir dessa maneira, eu sei, eu sei cada um leva a própria vida do jeito que bem quer e acha certo. Mas eu acho que nesse casa a cidadã abusou da dieta do capim.
É por essa e outras que eu continuo no meu esquema de relacionamentos relâmpago: sucesso garantido ou não me veja nunca mais.


P.S.: não sei porque raios esse post saiu com essa formatação estranha e tampouco estou conseguindo consertar, sorry people.

5 comentários:

luluonthesky disse...

Olha Paulinha, eu fico com a opção de medo de não conseguir algum pretendente a marido.
Big Beijos

lckbarbie disse...

é miguinha, mesmo com o relógio biológico apitando ou não arrumar outro pretendente a marido é melhor ficar sozinha do q ser feita de otária!Mas tem gente q nasce pra ser feita de otária!
O mundo é estranho mesmo!

Dani disse...

Hahahahahaha
Conhecí bem um tipo destes...
hahahahahaha
Eu era a bobona...
Depois criei vergonha na cara..e saí correndo!
Estranho mesmo..o texto ficou sublinhado quando colocamos o mouse nele..hahaha
Bem..qualquer ajuda com lay..estou aí..só gritar ok?

beijo e bom findi

Faxina

Anna Oh! disse...

Oi, moça!
Sabe-se lá que nível de desespero faz isso... existem relações que se estruturam de um modo meio doentio, e na qual ambos se beneficiam. Pode ser pura vontade pra viverem de aparências, o q é totalmente avesso ao modelo de namoro q deva ir ao altar.

Bjus e boa semana!

Janaina disse...

Tem vezes que dá essas doideiras para postar.O seu post tá todo linkado.Fora o danado dos mouses que não funcionam.Agora sobre o seu post, não acrescento nada, pois é exatamente o que penso.Todo mundo me pergunta:você é casada?não tem filhos?qual sua idade?
Quer sabre:nem te ligo...Relógio biológico apita?E daí?Pior é colocar pessoas no mundo para sofrer.Quando escrevo sofrer não é na grana, mas humanamente,que pessoas colocarei para habitar e conduzir este mundo?Beijos.

‚‚‹ Blogger template 'Personal Blog' by Ourblogtemplates.com 2008